quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Dor dos olhos

Eu sei oque eu sinto, mas me perdi no caminho.
Fumaça que passa e deixa rastros de morte.
Ninguém esta falando sobre isso.
Eu sempre falei a verdade. É só um pingo do céu.
Não deixe que ele caia, mas não quero que tente segurar.
Tédio não existe. Existe condescendência.
Nunca vou te machucar.
Consegue sentir eu me desmanchando?
Não são apenas fotos, disso sabemos.
Peças que montamos juntos e agora quer que fique tudo em uma caixinha... Não cabem.
Me usei demais, me desprezei demais.
Não posso relacionar oque passa por mim agora.
Eu preciso de você.
Não deixe que eu caia. Vamos juntos, seguir o caminho afora.
Deixe que eu te abrace, faça uma confissão pra mim.
Olhos não podem mentir.
Eu estou aqui, tentando aguentar firme.
Sempre tem alguém tentando aguentar firme.
As pessoas só se esquecem que ninguém aguenta isso sozinho.
Necessidade, sentimento, dança...
Segure minha mão, e diga mais uma vez oque eu quero ouvir.
Diga do fundo, do coração.
Abra seus lábios e deixe sair oque se passa...
Amor.




0 Confessaram:

Postar um comentário