sábado, 21 de setembro de 2013

Matrix Reverso

Não existe nada. Tudo é inventado. Estamos trancados numa cadeia em forma de bolha, cheio de tubos que nos dão alimento liquido, apenas para não definharmos. Não importa oque você faça, não importa o que você seja. Mentiras. Somos uma humanidade escrava. Escravos de máquinas, de comida, de necessidades. Somos escravos de nós mesmo.
"Tudo é uma cópia de uma cópia de uma cópia". Nada é original desde .... sempre.
As idéias que me interessam, são mórbidas ou ilegais. Não temos uma vida. Não adianta acordar cedo, trabalhar, juntar dinheiro, se tornar algo mais. Vamos todos ser substituídos por algo perfeito, cedo ou tarde. Seremos substituídos por pedras brilhantes, com vontade própria. Seremos trocados, por rosas negras, que crescem somente a noite. Vamos todos perder tudo, mas a verdade é que nunca conquistamos nada.
A nossa impotência perante o mundo revolta. Somos fortes? Somos Inteligentes? Não. Nós sabemos somente aquilo que eles deixam. Tudo que não entendemos é "chato" ou não tem importância. Tolos. Isso que somos.
Eu queria ter força suficiente pra seguir em frente, mas não me foi dado isso.
Você faz falta pra mim. E não importa o quanto digam que isso vai passar, a verdade é que sempre alguém morre.
Estou tentando ser a rajada de ar que mudará alguma coisa nessas terras insipidas.
Mas a verdade é que sem o seu toque, sou tão importante quanto a mentalidade humana. Sou vazio.
Saiba que te quero, e não importa oque você faça, isso não vai mudar. Eu posso passar por varias mudanças. Eu posso estar com uma casca limpa e brilhante, mas sem você, nada sou.
Não preciso dizer oque sinto, você sabe tudo isso.
Não quero te cansar com esses relatos delirantes.
Somente com você, posso tentar mudar oque tudo isso é.
Um beijo doce, e volta logo.