sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Comatose

Pois bem, é isso.
Um coma, estado transitório.
Te vejo sorrir. Nada posso fazer.
De tanto ter, a cabeça agora é explosiva.
Desligue o plugue que me faz viver.
Não sei quando chegou a aurora.
A noite veio e se foi. Cheia.
Prata rasa, ouro espesso.
Me diga uma coisa, mas com calma.
Quem somos nós?


1 Confessaram:

Tamiris Mend. disse...

"Somos o que há de melhor, somos o que dá pra fazer, o que não se pode evitar, nem se pode escolher..."

Postar um comentário