quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Suicide Note pt 1

Ele descansou o pulso cortado sobre a mesa.
Sua cabeça flutuava com a demência de um sociopata.
Nada era nítido, mas ele estava bem.
Resgatou algumas poucas cenas que agora faziam sentido.
Não ligou pra nada por um momento. Nem pra si mesmo.
Enquanto o liquido da vida escorria, sentiu as lágrimas brincarem com ele.
O sorriso que tomou conta agora, era puro e verdadeiro.
Acabou. Finalmente morreria, pensou.
Fez um ultimo pedido. Mandou um ultimo beijo.
Aos poucos, fechou os olhos, grato ou não.
Acordou, mas temia aquela cena.
Aquele sonho repetido constantemente.
Sabia que dentro de seu sub-inconsciente, ele era capaz daquilo.
Papéis memoráveis talvez, sejam a unica coisa que deixou pra que lembrassem dele.

1 Confessaram:

serra de alencar, gabriela disse...

suicídio nunca se torna um tema vão. e o texto me deixou tensa, como deveria ser...

Postar um comentário