sábado, 14 de abril de 2012

Dia do Beijo

Encobri meus passos, feitos pra durar.
Rastejei feito uma sombra, buscando um resposta pra isso.
Inútil como minhas queixas retóricas, decidi fechar-me.
Nada trará a luz de volta.
Como no fundo do poço, resgatei em vão minhas memórias.
Um dragão agora está abrindo suas asas, tentando dizer alguma coisa.
Suas palavras não tem sentido e eu deixei de acreditar em mim mesmo.
Que venham todos esses sentimentos mistos, que degenerem ou não.
Eu sou apenas mais um, igual a qualquer outro.
Mas pelos meus olhos, eu vejo a verdade.
Se hoje te amo, é na esperança que possa sentir o mesmo.
Nunca deveríamos ter deixado o carinho pra outra hora...

sábado, 7 de abril de 2012

Pedido(mesmo que em silêncio)

O medo toma conta de nós, enquanto revemos o passado.
Pensando no futuro que não existe ainda, atitudes raivosas.
Inteiros despedaçados no meio de cacos no chão.
O que houve? Onde perdemos  a liga?
Não sei agir assim, ignorando.
Tu ages normalmente, eu te invejo.
Meu corpo grita pelo teu e parece que somente você não ouve.
As queixas que temos, retratam o que antes era glória.
Te amo, sem limite algum.
Tanto e mais ainda.
Ame-me também hibisco azul.
Faça com que eu sinta alegria em ver o nascer da lua.
Me deixe com vontade de ser tudo o que posso.
Permita que essa luz imensa que nos rodeia, volte a brilhar.
Meus olhos jamais mentiram em momento algum para os teus.
Seja minha por inteiro, da mesma forma que eu já sou teu...