segunda-feira, 26 de março de 2012

Eu Tenho Sim

O meu "tudo" sempre careceu por mais.
As palavras que eu proferi, não eram tão ruins assim.
Líquidos tomados na sala, enquanto a fumaça envenenava tudo.
Nunca importei se era ou não verdade.
Tive crenças únicas, próprias e doentias.
Nos meus lábios, reclamei muitas vezes sem motivo.
Talvez eu nunca tenha tido a consciência de  aproveitar tudo.
Agora vejo nos teus olhos, esse mundo novo.
Reflito sobre as amarguras que passei e causei.
Faço de mim, o que eu sempre quis de verdade.
Cada rabisco que saiu do papel; seja para o fogo ou qualquer outro lugar.
Eu tento não dar ouvidos aos lamentos da maldade, é pura mesquinharia.
Peço que não me abandone anjo.
A brisa do vento jamais chegou a ser tão boa.

2 Confessaram:

TaTa disse...

Juntos, ébrios e distorcidos.
Por perto, ainda que rigidamente estável.
Pecados, medos e desejos compartilhados em segredo até que sejamos consumidos pelo tempo que não pára para nos dar a chance de mudar de ideia mais uma vez.

Um ponto de Vista disse...

Bom dia, adorei seu blog..
Estou iniciando um blog e adoraria receber algumas dicas..
Bjos

Postar um comentário