segunda-feira, 30 de maio de 2011

Pouco Tempo Para Tanto

Te ter me basta, faz-me satisfeito.
Fechei todas as minhas portas e janelas, por que não haveria modo de expressar esse iluminado sentimento com elas abertas.
Seu sorriso me torna são de tal forma, que dificilmente poderia ser comparado a qualquer coisa.
Quando estou perdido em mim mesmo, é você que me salva, sem se importar com a minha sujeira.
Poderia continuar sem tudo o que possuo, sabendo que tudo isso não é meu de verdade, mas não sem você.
Seria como viver tendo apenas o sol e se esquecendo da lua. Como uma tatuagem incompleta, sem pretensão de terminar.
Nossos céus são colididos todos os dias, renascendo com um simples toque, ou com um olhar.
Apenas agradeço por quatro estações passadas juntos, aproveitando cada pétala que caía das arvores, ou cada flor desabrochando lentamente.
Almas separadas todas as vidas, somente para ter o prazer de se encontrarem novamente.
Por você sim, eu dançaria tango no teto.

2 Confessaram:

letícia n. disse...

Apaixonei-me pela maneira com que lida com as palavras.

C. disse...

É tão bom sentir isso por alguem, não é? São sentimentos tão gostosos e ao mesmo tempo contraditórios...
Tua forma de escrever me encanta.

E, bem, eu apaguei teu comentário sem querer ao invés de aceita-lo - malditos botões que ficam perto de mais. Agora o blogger não me deixa mais posta-lo(onde se encontra a "lixeira" quando precisamos?). Mas obrigada por ele. <3

Postar um comentário