quinta-feira, 3 de março de 2011

Fantasia


Era belo como o céu em um dia nublado.
De cima, ele podia ver tudo. Todos os horizontes.
As nuvens o tocavam, fazia sentir arrepios.
Gritou com tanta força que sentiu o ar rasgar ao seu redor.
Ela veio, vestida em seu esplendor.
Seus olhos a deslumbraram por um momento.
Logo, sentiu um frio na barriga e desviou o olhar.
Uma leve gargalhada foi ouvida pelos céus afora.
Gargalhada essa, que foi tão sincera que quase acordou os deuses.
Os dois saíram por ai. Voando pelo infinito.
Ele abraçava-a firme. Ela sorria docemente, com o carinho abusivo.
Era novo pra eles, um mundo cheio de coisas novas. Mal podiam acreditar.
O brilho que emanavam fazia todo o medo sumir.
Juntos falavam sem nem ao menos mexer os lábios.
Apontou para o alto de uma montanha e juntos voaram pra lá.
Ficaram ali por horas, conversando, sorrindo, não sentiram falta do mundo.
A necessidade dos dois de estar do lado um do outro, fazia sumir completamente qualquer diferença que havia.
Ali, eram iguais. Amavam-se e nada importava.
Com um beijo, selaram uma promessa.
Promessa essa que só os dois sabiam.

1 Confessaram:

coisasdelouco disse...

.... Promessa esta que tinha como testemunha o infinito! Sempre há uma testemunha.

Não há muito o comentar aqui... Só um grande poço de néctar!

Aqui é onde me embriago e daqui saio sempre inebriada...Obrigada

Beijocas-pecadoras rs

Postar um comentário