terça-feira, 1 de março de 2011

Ali, logo ali.


Ele olhava para o horizonte.
Ela olhava para dentro de si mesma.
O pensamento dos dois estava no mesmo lugar.
Um lugar inalcançável, pelo menos agora.
Nem uma lágrima divina poderia revelar-lhes o que estaria por vim.
Melhor assim, afinal, o que se prevê, costuma decepcionar.
Não importa em qual céu estiverem, nem em que grau de calor, isso seria irrelevante.
O fato é que tudo isso não tem importância pra eles.
A vontade de ser “mais” do que já se é, fala por si só.
As palavras guardadas de ambos, serão de ajuda um pro outro.
Que pelo menos, confiem em si mesmos.

1 Confessaram:

| TaTa | disse...

Por que o que vale é o que somos.

Postar um comentário