terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Teatro mágico?

Tecnicamente, não existe certo
ou errado.
São conceitos e convicções, dentro
de cada um.
Agir da forma que quer, sem acreditar
ou duvidar.
Passos largos ou curtos, que de certa
forma, levam ao mesmo lugar...
A cabeça gira, soltando faíscas de
repulsa ou admiração. É escuro por
dentro.
Em meio às brasas e cinzas, caminhar
sem dor ou medo. Uma cama de
espinhos,pronta pra ser usada.
Julgamentos feitos em cima de
um palco, por cima da surdina
literária.
A voz que sai com dificuldades
em meio ao gelo seco.
Máscaras estreitas têm o encaixe
perfeito, sejam de alegrias ou tristezas.
Realizar o que se pode, sem questionar
a realidade ou a ficção.
Somos tão iguais assim?
Começar sabendo que não vai vencer todas.
Terminar olhando para o arco-íris e saber que
há muito mais cores nele, do que realmente vemos.

1 Confessaram:

| TaTa | disse...

Mudam se as caras, e permanecem as máscaras.
Não importa, ainda somos os mesmos!

Postar um comentário